Especial Oscar: Melhor Filme 2011


Com a estréia de 127 Horas, nesta última sexta-feira no Brasil, encerro minhas sessões de cinema dedicadas ao Oscar 2011, assistindo à todos os 10 indicados na categoria principal. Nesse ano não tivemos um grande filme. Calma! O que quero dizer é que não tivemos nenhum “arrasa-quarterão” ou um filme que arrastou multidões ao cinema. O Oscar deste ano foi mais, como posso dizer, focado nas interpretações. Os filmes que tiveram melhor conjunto do elenco, acabaram sendo indicados ao prêmio máximo do cinema.

Bom vamos aos indicados.

  • O Discurso do Rei, dificilmente não sairá da noite como o grande vencedor. Conta a história do Rei George VI (pai da atual Rainha da Inglaterra Elisabeth), que ao assumir o trono em plena Segunda Guerra Mundial, contrata um terapeuta para tentar sua gagueira. Temos aqui, três grandes atores, todos indicados ao Oscar: Colin Firth, Helena Bonham Carter e Geoffrey Rush. Não chega a ser meu filme favorito do ano, mas a história foi muito bem escrita e interpretada. O diretor Tom Hooper (não muito conhecido) também teve sua indicação garantida.
  • Cisne Negro pode tirar a estatueta de O Discurso do Rei. Com uma atuação impecável de  Natalie Portman, temos a impressão que ela nasceu para este papel. Os grandes bailarinos e companhias de dança não gostaram nem um pouco, da escalação de uma atriz e não te uma dançaria profissional. Mas Natalie dá um show, tanto na dança, como atriz. Com dificuldades de interpretar o outro lado do Cisne, em uma nova adaptação da Companhia de Ballet no qual faz parte, Nina tenta a construção da personagem em meio a rivalidade acirrada com Beth (uma nova integrante do corpo de Ballet) e um relacionamento conturbado com sua mãe. Darren Aronofsky (também indicado como Melhor Diretor) nos brinda com um drama psicológico de primeira. Eu, particularmente, gosto muito do trabalho de Darren, que também assinou a Direção de “Réquiem para um Sonho” e “Pi” e em breve volta aos cinemas com o filme “Wolverine”
  • O Vencedor é um outro filme onde as atuações são tão marcantes quanto o enredo. Christian Bale (indicado como Melhor Ator Coadjuvante) interpreta o irmão viciado em Drogas de Mark Wahlberg, que esta voltando aos Rings de Boxe. Na categoria Atriz Coadjuvante, o filme recebeu duas indicações. Amy Adams interpreta a namorada do boxeador e Melissa Leo, sua mãe (no qual torço muito). A mãe de Micky (Mark Wahlberg) é a típica dona de casa, que comanda a família através da voz e impondo suas manias e desejos de tal maneira, que é impossível não sentir raiva da personagem. A cena que ela vai até a casa da namorada do boxeador junto com suas filhas para acertar as contar com a namorada dele, é impagável. David O. Russell (Diretor do longa) também esta indicado como Melhor Diretor.
  • A Origem. Christopher Nolan sabe mesmo como nos surpreender. Um filme intrigante, capaz de nos prender na poltrona do cinema durante todo minuto. Um roteiro totalmente original (também indicado ao Oscar – escrito pelo próprio Diretor), que nos mostra a tecnologia mais avançada, capaz de fazer um ser humano entrar na mente de outro – não só isso, mas também poder manipular os seus pensamentos. Esse foi um filme que me agradou e muito, justamente por ser uma idéia diferente das que vemos a exaustão nos cinemas. Com atuação de Leonardo DiCaprio o filme é capaz de nos levar para outra dimensão em apenas alguns segundos.
  • Minhas Mães e Meu Pai é uma deliciosa comédia, onde os dois filhos de um casal de lésbicas, resolvem conhecer o pai (doador anônimo na ocasião da inseminação artificial). Annette Bening (indicada como Melhor Atriz) faz par romântico com Julianne Moore, e o pai ficou a cargo de Mark Ruffalo (indicado como Melhor Ator Coadjuvante). Com direção de Lisa Cholodenko (também co-roteirista), o filme é carismático e de uma leveza incomparável. O roteiro é um show a parte (indicado como Melhor Roteiro Original), diálogos fortes e marcado por ótimas atuações.
  • Bravura Indômita é um dos poucos filmes de faroeste que eu gostei. Claro que dificilmente eu não gostaria de um filme dos Irmãos Cohen. Mas o fato é que o roteiro é sensacional e as atuações de Jeff Bridges e Matt Damon dão um show na tela. Hailee Steinfeld recebe aqui sua indicação de Melhor Atriz Coadjuvante bastante merecido. O filme na verdade é uma caça por recompensa. Muito bem escrito, dirigido e atuado.
  • 127 Horas se tornou um dos meus filmes preferidos. Acredito James Franco fique com a estatueta, mas só no Domingo para sabermos, pode ser que ele não ganhe pela academia o julgar jovem demais, mas, tudo pode acontecer. A jornada do Aron, que durou 127 horas preso, pela mão, por uma rocha, foi baseada na auto biografia do autor. A direção do sempre incomparável Danny Boyle não foi indicada, uma pena diga-se de passagem.
  • A Rede Social, nos primeiros minutos de filme eu fiquei tenso, confesso. Não consegui desgrudar um minuto da tela, cenas bem estruturadas, roteiro afiadíssimo, direção na medida certa e claro, bons atores. Essa é a história do criador do site de rede social Facebook. Verdade ou não, é impossível não se contagiar com a história. David Fincher entrega-nos aqui, quase um clássico do cinema atual.
  • O Inverno da Alma, não chega a ser um grande filme, mas com certeza é um grande roteiro adaptado (no qual também foi indicado). A história da menina que deve achar o seu pai foragido, para não perder a casa onde mora com sua mãe e irmãos é tensa do início ao fim, pena que por vezes parada. A sensação aqui, é que tudo por acontecer, e acontece. Não sei se vai ganhar algum prêmio que esteja indicado, mas com certeza vale conferir.
  • Toy Story 3 é um filme alegre e divertido. Daqueles que na hora do climax você se segura na cadeira da tensão, da altas gargalhadas em seguida e acaba em lágrimas (de acordo com o critico de cinema Pablo Vilhaça). Poucos filmes, conseguem superar o seu original e até mesmo a sequência. Não sei se este é o caso, mas que Toy Story 3 é excelente, sim ele é. Impossível não acabar de assistir ao filme e ainda ficar com saudades. É praticamente certo que leva o Oscar de Melhor Animação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s