E na televisão…


TOUCH – HOMELAND – AMERICAN IDOL

O canal Fox estreiou ha duas semanas a série TOUCH com Kiefer Sutherland e não é que gostei. Primeiro pensei que iria rotular Kiefer o tempo todo pelo seu personagem de 24 horas, e segundo achei que a história não seria bem abordada. Ok, ela não é tão bem abordada assim (somente no primeiro episódio), mas ela me convenceu nesses dois primeiros e fazia muito tempo, que eu não esperava tanto pelo terceiro.

Não posso dizer ao certo, se o contexto realmente vingará ou não. Mas posso dizer que gostei (bem mais do primeiro do que do segundo) e achei a história um tanto quanto original, fato raro atualmente nas series de televisão. A história gira em torno do conceito de uma poderosa e enigmática conexão que articula a vida todos os seres humanos de maneiras impensadas.

Outra série que comecei a ver recentemente e gostei foi HOMELAND, exibida no Brasil pelo canal FX. É sobre um soldado americano que volta do Iraque depois de oito anos de seu desaparecimento. Mas, depois de sua volta para casa, surgem suspeitas a respeito de ele ser realmente um herói americano ou parte de uma célula adormecida que planeja um ataque terrorista. E para tentar desvendar a teoria de conspiração temos Claire Danes (longe daquele rostinho angelical em Romeu + Julieta). Não posso deixar de mencionar a brasileira Morena Baccarin (V), que também esta no elenco, mais sexy como nunca, como a esposa de Brody (o soldado “herói”).

Já se passaram três episódios e a série é boa pra caramba. Não deixa o ritmo ficar lento demais, e quando deixa é porque tem um propósito bastante claro, te chocar de alguma forma minutos depois. A primeira temporada possui 12 episódios  e a segunda já esta confirmada, devendo estreiar nos Estados Unidos em Setembro desse ano.

Tanto em TOUCH como HOMELAND, temos temporadas de poucos episódios, seria essa uma nova tendência? Confesso que, antes de ser um tanto quanto ousada é bastante interessante.

E AMERICAN IDOL? Alguém ainda assisti ao reality show? Tenho duas opiniões para isso, ou a fórmula esta muito desgastada com a chegada de The X Factor e The Voice, ou a produção do programa tem de certa forma policiado demais as críticas de Steven Taylor e com isso, deixado de ser interessante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s